As diferenças entre o pilates no solo e o pilates com aparelhos

Pilates no combate à dor de coluna
16 de maio de 2015
O método Pilates na diminuição da dor lombar e gestantes
3 de julho de 2015

Sabemos que o pilates nos oferece centenas de benefícios para a saúde do corpo e da mente, como por exemplo, ajuste da postura, melhora da respiração, equilíbrio, coordenação e tonificação dos músculos. Com isso caímos na dúvida, qual é método ideal? Existem duas classificações básicas para o Pilates: a modalidade no solo, também conhecida como Mat Pilates, e o pilates feito com a ajuda de aparelhos.
Seus objetivos com o pilates são a melhor forma de escolher qual modalidade será melhor para seu desenvolvimento. A seguir, pontuamos algumas diferenças entre os dois métodos. Confira as dicas:

Para iniciantes:

Pilates com aparelhos: Se você optar pelo pilates com aparelhos, terá um bom desempenho, por esse método exigir menor esforço devido a ajuda das molas e barras, uma boa opção para quem está começando.
Pilates solo: mas se você optar pelo solo, saiba que existem aulas básicas, intermediárias e avançadas, que se ajustam melhor às suas necessidades.

Esforço:

Pilates com aparelhos: a estrutura básica dos aparelhos de pilates é composta por molas, que são usadas de duas maneiras: elas podem reduzir o esforço que o praticante tem que fazer, carregando parte do peso que você deveria estar puxando e dando um impulso ao movimento, ou aumentando esse esforço, servindo como uma resistência.
A escolha de como usar essas molas depende dos seus objetivos, se é para facilitar ou dificultar seus esforços físicos.
Pilates no solo: o pilates no solo não oferece essa opção de auxilio, portanto, pode ser considerado um exercício que exige maior esforço do praticante. No entanto, isso não significa que a técnica vá ser difícil para todos, há quem tenha um bom desempenho até nas primeiras aulas.

Para quem tem lesões:

Pilates com aparelhos: com os aparelhos é mais fácil moderar a amplitude do movimento e a força aplicada pelas áreas lesadas. Mas a principal vantagem desse método para quem tem lesões é o baixo número de praticantes por turma, com isso, o auxílio do professor é maior, impedindo que seja feito algum movimento errado, que possa prejudica-lo.
Pilates solo: essa modalidade é comum com grandes turmas, por isso a supervisão de um profissional pode não ser constante o suficiente para garantir que você não faça nenhum movimento errado, prejudicando ainda mais a lesão.

Fortalecimento dos músculos:

Na prática do pilates, a força de uma parte do corpo específica não é o que mais importa, mas sim como ela se compõe com todo o resto. Incluindo músculos profundos e superficiais de todas as partes do corpo.

Pilates com aparelhos:

Nos equipamentos podemos trabalhar com uma resistência maior do que apenas a da gravidade e com isso, aumentar o grau de resistência para os músculos.
Pilates no solo: por ser mais forte, o pilates no solo pode trazer resultados mais rápidos que o pilates com aparelhos, caso sejam feitos com intensidade menor, como por exemplo com a ajuda das molas e barras.

E você, qual modalidade do pilates prefere fazer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *